Uma vez é nunca

“Sou dona do meu nariz”, é com essa ideia em mente que Maria sai de casa para sua primeira entrevista de emprego. O que ela estava para descobrir é que não era dona nem de seu nariz nem de seu destino. Tudo é passível de mudança, ou nada, a vida trata-se de uma insustentável incógnita. O futuro é uma questão de sorte, destino ou vontade?